Uma excelente novidade para o blog: começa hoje uma nova categoria chamada Teoria!

Assim como a categoria Mindfulness é voltada para a conduta do desenvolvedor, a categoria Teoria é voltada para a conduta do código.

Este é um tema muito importante para mim, pois grande parte da minha vida eu passei programando diretamente na prática e evitando a teoria do que eu estava fazendo. Claro que com isto eu acabava fazendo engenhocas atrás de engenhocas.

Foi quando eu conheci o David Lojudice CTO da Scup e Fabrício Ferrari um dos fundadores da Vizir. Dois caras fantásticos que me mostraram:

A enorme diferença entre um código ameba e um código estruturado.

E uma das formas de criar um código estruturado é estudando sobre design patterns e arquitetura de software. O estudo destes dois temas é infinito, porém qualquer coisa que você aprender deles, seu código dará um salto de qualidade.

Então como esses temas foram muito importantes para mim e trouxeram real diferença no código que eu escrevo, gostaria de repassar este conhecimento aqui no blog também.

A forma que eu desejo começar esta categoria vai ser um pouco diferente do que costumo fazer (que é só colocar o que está dentro da cabeça para fora). Por ser um assunto delicado, vamos fazer o seguinte:

Vou ler os bestsellers no assunto e publicar minha interpretação aqui através de posts resumidos.

Assim eu consigo misturar o filé mignon da área com a minha forma de entender e escrever sobre o assunto.

O que acham?

Qual o próximo passo?

Acessar o próximo artigo onde começamos a ler um dos mais importantes livros da história da programação: Clean Code: 1 Introdução

Ou nos siga no Youtube e Facebook :)